O sistema de tratamento em Santa Catarina: uma análise de cartas pessoais dos séculos XIX e XX

Christiane Maria Nunes de Souza, Izete Lehmkuhl Coelho

Resumo


Neste trabalho, utilizando o aparato teórico-metodológico da Teoria da Variaçãoe Mudança (WEINREICH, LABOV e HERZOG,1968, LABOV,1972, 1982),investigamos o sistema de tratamento em cartas pessoais catarinenses dosséculos XIX e XX provenientes do corpus mínimo do projeto Para a Históriado Português Brasileiro (PHPB). Em nossa análise, procuramos correlacionar asformas variantes de P2 na posição de sujeito, tu e você, às de complementoverbal (acusativo, dativo e oblíquo). Os resultados obtidos indicam que,nos dados do século XIX, há um uso categórico das formas do paradigmade tu (sujeito e complementos), enquanto no século XX são encontrados:remetentes de uso exclusivo de formas do paradigma de tu; remetentes de usoexclusivo de formas do paradigma de você; e remetentes que alternam formasdos dois paradigmas, com predomínio das formas correlacionadas ao pronometu, sobretudo com alta produtividade do clítico te.

Palavras-chave


Sistema de tratamento catarinense; Cartas pessoais; Diacronia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.