AS IMPLICAÇÕES DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO DESENVOLVIMENTO DAS COMPETÊNCIAS

Cláudia Christianne Barros de Melo Medeiros, Antonio Medeiros Júnior, Mônica Karina Santos Reis, Cecília Isabel dos Santos, Maria do Socorro Costa Feitosa Alves

Resumo


Introdução: As Universidades passam por mudanças que buscam uma formação critico-reflexiva, devido à pressão exercida por diversos setores da sociedade. Compreende-se a necessidade de práticas pedagógicas sustentáveis que possibilitem o desenvolvimento de competências que estão sendo demandadas no processo de formação. Logo, para nortear o processo ensino aprendizagem por competência como orientado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), é fundamental que este seja assumido por toda Instituição de Ensino Superior (IES). Objetivo: Investigar a compreensão sobre as competências gerais estabelecidas pelas DCN que se encontram presentes no processo de formação profissional através da fala dos alunos. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa que utilizou a entrevista com situação problema para coleta de dados. Os sujeitos participantes do estudo são concluintes voluntários do curso de Odontologia/UFRN. A fala dos participantes foi gravada e transcrita, gerando um Corpus que foi processado e analisado mediante o auxílio do software ALCESTE. Resultados: O corpus foi dividido em 131 Unidades de Contexto Elementares (UCE), distribuído e agrupado em cinco classes lexicais, que compõem o conteúdo essencial presente nas entrevistas analisadas denominadas de: Problemas de Saúde que aparecem na ESF, Dificuldades de comunicação, Lacunas da formação profissional, Espaços formativos articulados e Determinantes sociais em saúde. Conclusões: É lícito concluir que durante a formação, há dificuldades na articulação da academia com os serviços de saúde, além da31Revista Ciência Plural, 2015; 1(1): 30-9.escassez de componentes curriculares com práticas pedagógicas e conteúdos integrados à realidade social. Apesar dos avanços, com a inclusão das clínicas multidisciplinares e a inserção de vivências formativas conectadas ao mundo do trabalho, induzidas pelas políticas oficiais de educação superior recentes, os estudantes apresentam limitações para mobilizar conhecimentos, interpretar informações essenciais e atuar em equipe multiprofissional no enfrentamento dos problemas de saúde.

Palavras-chave


Educação Baseada em Competências; Currículo; Educação Superior

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.